Kit — Diário de um Pintor + Para Sempre, Nunca Mais + 6 prints — 7ª Coleção

 

Até o fim de dezembro, na compra deste kit, ganhe uma impressão certificada "mais uma vitória do coração, sem razão" em tamanho A5 — e receba ainda os livros assinados e com um singelo desenho original na folha de rosto!

 

--

 

Há muitos anos, tenho feito uso de diários como principal ferramenta para organizar minha bagunça criativa. Ela se encaixa perfeitamente na ideia que tenho de que arte e vida, em um determinado processo, são indissociáveis. Tenho dezenas deles guardados. Gosto de pensar o diário como um ateliê bidimensional, bem ao gosto do pintor. São nesses cadernos que nascem, de alguma maneira, todas as minhas pinturas. Na verdade, boa parte dos problemas é resolvida neste campo de batalha, ao ponto de que os desenhos e palavras, ali, já se tornam obras prontas. Talvez, os diários sejam a melhor maneira de documentar uma vida enquanto obra de arte. Neles posso desenhar em qualquer lugar e deixar fluir ou capturar ideias que não têm hora marcada para passar.

     Neste livro, Diário de um pintor, está um apanhado dos conteúdos desses íntimos diários. Uma curadoria principalmente dos últimos anos, mas que, na verdade, é uma sobreposição de referências e ideias refinadas dos anos mais longínquos. São muitos desenhos e aforismos visuais; várias prosas poéticas que se localizam dentro do mesmo universo utilizado para criar meus desenhos e pinturas – textos escritos como parte do mesmo processo criativo, e que acabam compondo o mesmo corpo de obra. Mas também textos teóricos que olham para esse universo de fora para dentro na tentativa de fundamentá-lo ou entendê-lo. Dicas que gostaria de ter recebido nos meus tempos de estudante de arte; fluxos de pensamentos sobre temas do universo do artista, histórias e, possivelmente, alguns segredos profundos.

     Mesmo o projeto gráfico foi idealizado de uma maneira que o livro faça referência direta à estética dos diários originais, contendo aproximadamente duzentas páginas, capa dura e lombada com costura aparente. Tudo para que ele carregue a aura do diário, em uma confusão organizada que intercala todos esses elementos intimistas e acolhedores, dando ao leitor uma experiência muito próxima às profundezas essenciais do meu processo criativo.

 

--

 

Para sempre, nunca mais é o título da coleção que reúne os livros Notas Visuais (2017) e Face a face com o abismo (2018), agora reinterpretada e acrescida do inédito Embruxados e apresentada em um único volume.

     Estes livros lançados em 2017 e 2018 através de projetos de financiamento coletivo foram o desdobramento da monografia intitulada Embruxados apresentada em 2015, que recebeu nota máxima pela banca e uma lisonjeira sugestão de que fosse publicada (sugestão que só agora venho de alguma maneira a acatar). 

     A monografia era antes de mais nada um ensaio que reunia meus estudos e referências pretendendo pela primeira vez lançar mão de uma fundamentação estética e conceitual que tivesse força para reunir em torno de si as bagagens e sequelas posteriores de um processo contínuo. Com a ambição clara de construir um corpo de obra em pintura e os primeiros estudos pavimentando o caminho, foi como puxar um siri do balaio — os outros vêm dependurados. Assim surgiram mais de uma centena de breves trabalhos, principalmente em desenho, que experimentaram e abriram espaço para algo que gosto de chamar de meu estilo.

      Em 2020 foi lançado o livro Diário de um pintor que reúne textos de meus cadernos e reorganiza a parte escrita de meus estudos em uma bela edição de capa dura. Contudo, mais de 20 estudos em grafite que pertenciam ao Embruxados continuam engavetados, estudos que são a verdadeira gênese desta longa série. Com as primeiras edições dos livros Notas Visuais e Face a face com o abismo esgotadas há algum tempo, decidi então que era hora de fazer uma reedição que desse conta de toda a parte de estudos em desenho que precedem o Diário de um pintor. Um livro agora em um único volume e com um conteúdo anterior inédito, reorganizado com algum distanciamento e maturidade, em formato menor e capa dura, pensado como uma pequena joia que apresenta a obra em sua forma mínima e mais fundamental, apenas os desenhos em grafite acompanhados de seus títulos.

 

--

Especificações (Livro — Diário de um Pintor):
Tamanho: 19 x 25 cm
Páginas: 212
Capa dura com laminação fosca e verniz localizado 

Miolo em papel pólen bold 90 g/m²
Lombada com acabamento especial e costura aparente que permite uma abertura de 180° 

 

Especificicações (Livro — Para Sempre, Nunca Mais):
Tamanho: 14,5 x 16 cm
Páginas: 280
Capa dura com laminação soft touch

Miolo em papel couché fosco 150 g/m²

 

 

6 prints —

7ª coleção:
- mais uma vitória do coração, sem razão
- enquanto a luz durar
- homem perto demais para ver
- homem ao mar de uma saudade
- homem a bordo de sua própria solidão
- o beijo do amor verdadeiro

 

 

Essa coleção é uma curadoria do próprio artista. Os trabalhos conversam entre si e funcionam visual e poeticamente em conjunto.

Impressão offset
Papel couché fosco 170 g/m2
Tamanho 155 x 230 mm

 

 

--

A postagem pode levar até 6 dias úteis após a confirmação do pagamento para ser realizada (de qualquer modo procuramos fazer o quanto antes). E lembre-se de escolher o frete de acordo com a sua urgência. 

--

Kit — Livros + 6 Prints — 7ª Coleção

SKU: K2LDPS6P07
R$ 208,00 Preço normal
R$ 180,00Preço promocional